15

Era quase meia noite quando Elisa chegou no apartamento. Ficou o máximo de tempo que pode com Viviane, ainda sentindo-se culpada de ter que ir embora porque teria aula no dia seguinte. Antes de abrir a porta, automaticamente pegou o celular e verificou o twitter. #NAMORACOMIGOALEX ainda era o assunto mais comentado no Brasil. Ela riu e procurou a chave no fundo da bolsa.

 

– Boa noite, Elisa.

 

Ela congelou ainda com a mão dentro da bolsa. Alex estava encostado na parede atrás dela. Seu primeiro pensamento foi jogar a bolsa no recém chegado, mas ele não se mexeu.

 

– Vai me convidar pra entrar?

– Você nem trocou de roupa?

 

Ele riu, deliciado.

 

– Então você estava assistindo? – ele se aproximou e se apoiou próximo a porta enquanto ela lutava para abrir a fechadura.

– É como ver uma girafa fora de um zoológico. – ela abriu a porta e ele a seguiu.

– Por que? Porque pareço um animal selvagem? – ele entrou no apartamento e fechou a porta atrás de si.

– Porque é estranho.

 

Elisa cruzou os braços e deu uma boa olhada em Alex. Ele definitivamente parecia cansado e tinha olheiras. Talvez tivesse perdido alguns quilos. Mas era o mesmo Alex que era conhecia, sem medo algum e cheio de audácia.

 

– A fama não está te fazendo bem. Você está horrível.

 

Ele levou a mão ao peito, como que ofendido.

 

– Nossa, tanto tempo sem me ver e é assim que você me recebe?

 

Alex não esperou uma resposta e invadiu o espaço pessoal de Elisa, que mantinha a postura fechada.

 

– Você não devia estar aqui.

– Mesmo? E onde eu devia estar? – ele desafiou.

– E a namorada, vai bem? – ela disse com raiva.

– Ela está ótima. E o meu irmão? Tudo bem com ele? – Alex respondeu no mesmo tom.

Elisa mordeu os lábios e ficou quieta. Quando Alex a beijou, estava cheio de raiva e ela também. Mordeu os lábios dele e ele revidou com mordidas no pescoço dela. O vestido dela pareceu desaparecer nas mãos dele e o mesmo aconteceu com a calça e a camisa que ele estava usando. Foi Elisa quem o arrastou para o quarto.

 

Ela o empurrou para a cama e tirou a meia calça e a calcinha que ainda usava. Ao mesmo tempo que estava desesperada pelo toque dele, queria puni-lo, queria fazer com que ele sofresse. Ela se posicionou sobre ele e não deixou que ele a penetrasse, controlando os movimentos dele. Se curvou para receber o beijo dele, ainda violento e cheio de raiva. Ele enterrou as mãos no cabelos dela, puxando-a para o mais próximo que conseguiu.

 

– Senta. – ordenou ele. – Senta no meu pau.

 

Elisa não obedeceu. Ela encarou a expressão faminta de Alex.

 

– É isso que você quer? – ela desafiou.

 

Ele ficou em silêncio, sério. Só então ela se posicionou e deixou que ele a penetrasse no seu ritmo. Devagar. Alex fechou os olhos e jogou a cabeça pra trás. Elisa enlaçou os braços no pescoço dele e deixou que seu corpo ditasse o ritmo. Ela não queria se apressar mas com Alex por perto era muito fácil perder o controle e deixar a sede tomar conta dela. Ela também fechou os olhos e esqueceu quem era naquele momento. Só havia Alex e a vontade de sentir ele dentro dela o tempo todo. Só havia aquela sensação e o toque dos lábios dele nos mamilos expostos dela. Só havia aquele momento e as mãos dele que a seguravam com a firmeza de quem nunca ia soltar.

 

– Eu não quero parar nunca, nunca, nunca…

 

Não soube dizer se era ele que estava falando ou se aquela era a voz dela. Ela não queria parar. Mas a onda de choque do orgasmo varreu seu corpo e ela soltou um gemido alto. Sentiu que ia cair, mas as mãos de Alex estavam ali. Só havia as mãos e os lábios dele.

 

A mente de Elisa era um completo branco. O corpo estava dormente e ela estava começando a sentir frio.

 

– Preciso deitar.

 

Alex ajudou Elisa a se levantar e tirou o edredom de cima da cama, se acomodando junto com ela. Ela estava exausta da viagem dupla, do dia, de Alex. Adormeceu profundamente, encolhida junto ao corpo dele.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s